Big Bag Ráfia Importado

Big Bags Ráfia Polipropileno Importados.

Big Bags Ráfia tem crescimento anual acentuado em relação as demais embalagens.

Esse crescimento é o resultado da versatilidade e economia, veja os pontos:

  • Ganhos reais em logística.
  • Otimizam o espaço de armazenamento no local de consumo.
  • São mais econômicos em relação as embalagens convencionais.
  • Podem ser retornáveis.
  • Economia de tempo em movimentação de carga.
  • Podem ser impressos.
  • Podem ser laminados.
  • São feitos com gramatura adequada para a carga desejada.
  • São atóxicos.
  • Podem ter incidência de raios solares.
  • São seguros.
  • Reduz perda de insumos.
  • Seguros.
Modelos disponíveis:
  • One Way
  • Multy Way
Existem modelos específicos para cada aplicação, veja os modelos abaixo:
C1 = Boca aberta e fundo chato.
C2 = Saia de enchimento e fundo chato.
C3 = Boca aberta e válvula de descarga.
C4 = Saia de enchimento e válvula de descarga.
C5 = Válvula de enchimento e fundo chato.
C6 = Válvula de enchimento e válvula de descarga.

Amplo limite de carga (de 100 a 2.000 kg), variando a gramatura de forma econômica e segura. São produzidos com a necessidade do cliente.


Big Bags são utilizados nos seguintes segmentos:
  • Farinha
  • Açucar
  • Ração
  • Semente
  • Fertilizante
  • Sal
  • Suplemento
  • Conexão
  • Frigorífico
  • Produto Agrícola
  • Cereal
  • Produto Químico
  • Gêlo
  • Resíduo Industrial
  • Cerâmico
  • Farmaceutico
Respeitando a qualidade, temos o melhor preço do mercado. Produtos importados altamente competitivos.

 

 

 

Você está em: Home Bactérias Boas Práticas 25.08.12 Contaminação Microbiana na cabeça de Escova Dental.

25.08.12 Contaminação Microbiana na cabeça de Escova Dental.

Contaminação Microbiana em tufos de cerdas da cabeça de Escova Dental.

Estudo prático e objetivo relatando o que acontece em relação à contaminação microbiana em escovas dentais, especificamente nos tufos de cerdas localizados na cabeça da escova dental. Trabalho com formatação científica simples e aplicação em campo (in vitro) prática. Leitura recomendada a todas as pessoas ligadas ou não a área de saúde. Trabalho publicado por um site Indiano "Indian Journal of Dental Research"

“ Provida Provendo Soluções Preservando Vidas. Proteção contra Vírus, Bactérias, Bolores e Leveduras. Nanoclean  é mais econômico do que você pensa e é mais eficiente do imagina.”

 

Nanoclean 80, Nanoclean 500 e Nanoclean Glass são potentes aditivos antimicrobianos que podem ser incorporados em escovas dentais agregando ao produto as características antibacteriana e bacteriostática, além de eliminar vírus envelopados (H1N1, H5N1, H3Nv, hepatite A, hepatite B, hepatite C, gripe aviária, gripe suína, influenza entre outros), não esquecendo de fungos e bolores. Masterbatch antimicrobiano potente e econômico que pode ser aplicado em escovas dentais por inteiro e não somente nas cerdas. Leia a matéria abaixo e perceba a importância da sua saúde oral. Boa leitura!

Resumo do trabalho Científico.

A ajuda mais comum da higiene bucal usada para melhorar a saúde oral de um indivíduo é a escova de dentes e que muitas vezes é negligenciada as boas condições assépticas, que provavelmente poderia resultar em contaminação por vários micro-organismos (vírus, fungos e bactérias).

Objetivos:

 

  • 1- Avaliar a contaminação microbiana do depósito duro (sedimentado) na cabeça da escova, entre os tufos de cerdas, após 1 e 3 meses de uso.
  • 2- Avaliar a contaminação microbiana do depósito duro (sedimentado) sobre a cabeça da escova de dentes, entre os tufos de cerdas, as quais foram mantidas em casas nos banheiros, com e sem banheiros  em anexo.

 

Definição e Design:

Um estudo in vitro.

Materiais e Métodos:

Vinte  escovas de dentes mantidas nas casas com um banheiro anexo e 20 escovas de dentes mantidas em casas sem um banheiro em anexo,  foram coletadas dos participantes, tornando-se um total de 40 escovas dentais. Entre estas 20 escovas de dentes em cada grupo, 10 foram utilizadas durante  1 mês e 10 foram utilizados por três meses.

Resultados:

Streptococcus mutans, Staphylococcus aureus, Pseudomonas, Lactobacillus, Klebsiella, espécies de Candida foram isolados em 1 mês e 3 mêses nas escovas utilizadas mantidas nas casas sem WC em anexo. Escherichia coli foi encontrada em escovas de dentes utilizads por 3 meses mantidas nas casas com banheiro anexo. Os microrganismos foram encontrados na forma isolada em escovas utilizadas durante 1 mês, enquanto que na escova de dentes usada  ​​durante 3 meses, eles encontram-se em aglomerados.

Conclusão:

Depósito rígido sobre a cabeça da escova de dentes , entre as cerdas é um ninho para o crescimento de micro-organismos, que não só afeta a saúde oral, mas também afeta a saúde geral de um indivíduo.

Saúde Oral

Saúde oral é uma parte integrante do estado geral de saúde. Diretamente e indiretamente reflete o bem-estar de um indivíduo, assim, manter a higiene oral torna-se um fator crucial. Cavidade oral é livre de micro-organismos no nascimento, porque o feto se desenvolve em um ambiente bem protegido, mas logo depois que ele é habituado por vários micro-organismos. Pode ser devido à exposição ao ambiente poluído, que contém vários micro-organismos ou a mudança nos hábitos alimentares da criança à medida que cresce.

Doenças Orais

Doenças orais podem ser amplamente controladas pela redução da carga microbiana da cavidade oral e isto pode ser conseguido através da manutenção de uma boa higiene oral. Auxiliares de higiene oral têm sido utilizados desde tempos sumérios. Escovar os dentes é o principal modo de práticas de higiene oral. Varas de mastigação como Miswak, Neem e Babul foram instrumentos de higiene oral,  e era único que foram utilizadas por populações diferentes. Mais tarde, introduziram com a escova de dentes como um componente principal entre todos os aparelhos de higiene oral, como um resultado do desenvolvimento da civilização. Em 1844, a primeira escovas de dentes foram  fabricadas e patenteada  como uma escova de 3 linhas de cerdas serrilhadas com grandes tufos de Dr. Meyer. L. Rhein.

Escovas Dentais e Armazenamento.

Escovas de dentes são a ajuda para a higiene oral amplamente  utilizada para promover a saúde oral e prevenção de doenças dentárias. Infelizmente, o cuidado adequado de escovas de dentes é muitas vezes negligenciada e é mantida em banheiros, que são um bom lugar para abrigar milhões de micro-organismos. A razão atribuída para isso seria falta de conscientização e  manutenção  respeito de escovas.

Retenção e sobrevivência de microrganismos em escovas  de dentes após a escovação representa uma possível causa de re-contaminação da boca. O uso prolongado de escova de dentes facilita a contaminação por diversos micro-organismos, tais como o Streptococcus, Staphylococcus  e lactobacilos. Estes micro-organismos estão implicados como causa de cárie dentária, gengivite,  estomatite, endocardite infecciosa em um indivíduo, afetando a saúde oral e geral.

Qual a vida útil de sua escova dental?

A vida média de uma escova manual é de aproximadamente 3 meses. Recomenda-se a mudança de escovas de dente uma vez em 3-4 meses,  com base no desgaste de cerdas, uma vez que diminui a eficiência da limpeza. No entanto, a atenção não foi dada à contaminação microbiana, quando a recomendação para freqüência de troca de escova de dentes foi recomendada. Muitos estudos têm sido realizados nas cerdas e filamentos de ancoragem para avaliar a contaminação microbiana. No entanto, a exploração extensiva da literatura revela falta de estudos realizados para avaliar a contaminação microbiana de cabeça da escova entre os tufos de cerdas. Assim, um estudo in vitro de ensaio foi concebido para avaliar a contaminação microbiana da cabeça de escova de dentes entre os tufos de cerdas.

 

Materiais e Métodos

Materiais utilizados no presente estudo incluiu escovas de dentes, ágar diferentes, placas de ágar, recipiente estéril de plástico, tesoura palito, loops de inoculação, caldo de glicose e microscópio composto. A permissão foi obtida junto das autoridades envolvidas para realizar o estudo do Departamento de Microbiologia, JJM Medical College, e do Departamento de Patologia Oral e Microbiologia, Dental Bapuji College e Hospital, Davangere. O consentimento informado foi obtido dos participantes.

 

Metodologia

Quarenta escovas foram recolhidas, 20 escovas de dentes em cada grupo com base no artigo chave. Entre as 40 escovas de dente, 20 foram mantidos nas casas com um banheiro anexo e os outros 20 foram mantidas nas casas sem  um banheiro anexo. Das 20 escovas de dente, 10 eram de duração de 1 mês e os outros 10 eram de três meses de duração, em cada grupo, pois eles foram coletados de alunos voluntários com idades entre 18-25 anos, que estavam livres de qualquer doença bucal e sistêmica. O exame clínico foi realizado pelo examinador para excluir participantes com doenças orais, utilizando espelho bucal, explorador e sonda periodontal em condições assépticas. Histórico médico dos participantes foi obtida a partir dos próprios participantes para descartar doenças sistêmicas. Mais tarde, todas as 40 escovas foram recolhidas num recipiente de plástico estéril, após a secagem das escovas de dentes de forma natural. Manter as medidas de assepsia e aderir ao protocolo rigoroso, as cerdas da escova de dentes foram cortadas com uma tesoura. Com a ajuda de um palito estéril, um traço de depósito entre os tufos de cerdas foi tomado e inoculado em caldo de glicose, que suporta o crescimento de microrganismos e foi incubado durante 24 horas.

Placas de ágar foram selecionadas e esterilizados; ágar para permitir o crescimento de micro-organismos foram preparadas por pesagem na proporção correta de água e pó de ágar de acordo com as instruções do fabricante e o protocolo seguinte, o asséptico. Os meios de ágar foram preparados em placas de ágar e mantido no refrigerador para permitir o arrefecimento do meio de ágar e para evitar a contaminação. O crescimento dos depósitos foi inoculado em placas de ágar preparadas com ágar diferentes utilizando loop inoculação. Para isolar os microrganismos, tais como diversos meios de agar Mac Conkey-, Blood, Salivarius Mitis Bacitracina, Rogosa e Sabourauds foram utilizados. Após a inoculação, as placas de ágar foram mantidas numa incubadora a fim de permitir o crescimento de micro-organismos. Nomas foram aplicadas em relação aos materiais, os instrumentos, metodologia e calibração para análise microbiana. Após 24 horas, as placas de ágar foram observadas e analisados ​​utilizando microscópio composto. À medida que os dados obtidos foram nominalmente naturais, o presente estudo não foi sujeito a análise estatística.

Resultados

A análise microbiológica usando microscópio composto revelou os seguintes microrganismos em 1 mês e 3 meses as escovas utilizadas mantidas nas casas, com e sem banheiros anexos.

Amostra de microrganismos encontrados em escovas dentais utilizadas por 1 mês mantidas em casas, com e sem banheiros anexos. Na maioria das escovas de dentes mantidas em casas sem WC em anexo, os microrganismos tais como Streptococcus mutans, Candida, Pseudomonas e Klebsiella, foram observadas. Staphylococcus aureus foi vista, em escovas dentais utilizadas por 1 mês em casas  com WC em anexo.

Mostra microrganismos encontrados em escovas utilizadas por 3 meses mantidas em casas, com e sem banheiros em anexo. A maioria das escovas de dente estavam contaminadas com microorganismos, como Str. mutans, Pseudomonas, e Streptococcus sanguis. Escherichia coli também foi encontrada além desses microrganismos nas escovas utilizadas por 3 meses mantidas na casa de banho com WC em anexo.

Discussão

No presente estudo, a cabeça das escovas de dentes, entre os tufos de cerdas foi selecionado para avaliar a contaminação microbiana, uma vez que não só abriga microrganismos, mas também proporciona um ambiente favorável para o seu crescimento. A contaminação da escova de dentes pode representar um risco significativo de disseminação da infecção para certos doentes, como imuno suprimidos, cardiopatas, transplantados de órgãos. Os microrganismos foram avaliados em escoas dentais utilizadas em 1 mês e 3 meses, as escovas tinham depósito rígido (sedimentação) suficiente para facilitar o isolamento do mesmo, e escovas de dentes de acordo com a ADA deverá recomendar a alteração da troca de  escovas dentais de 3 a 4 meses para 1 mês.

Este estudo revelou que microrganismos ficam presentes na cabeça da escova entre os tufos de cerdas. Os microrganismos foram encontrados na forma isolada e foram menos em número de um mês da escova de dentes utilizada, ao passo que eles estavam em pedaços e em maior número em escovas utilizadas por 3 meses. Os micro-organismos que foram encontrados em  escova de dentes usadas por 1 mês  mantidas em  casas com banheiros anexados. Incluída Str. mutans, lactobacilos, Cândida, Pseudomonas, Klebsiella, STR. pyogenes, sta. aureus . Este resultado está de acordo com o estudo realizado por Willi-Eckhard Wetzel et al. no ano de 2005.

Micro organismos encontrados e doenças causadas.

Vários micro-organismos isolados neste estudo podem causar várias doenças, por exemplo, Str. mutans provoca o início da cárie dental em seres humanos; lactobacilos causam a progressão da cárie dentária; Candida causador da candidíase; Pseudomonas causa otite supurativa, infecções oculares, infecções do trato urinário, infecções de queimaduras, etc; Klebsiella causa infecções piogênicas, pneumonia, septicemia, diarréia, infecções do trato urinário; Str. pyogenes causa infecções do trato urinário, febre reumática, glomerulonefrite, e Sta. aureus ferve causas, carbúnculo, pústulas, abscesso, osteomielite, endocardite e septicemia.

 

Os micro-organismos em escoas utilizadas por 3 meses mantidas em casas com banheiro anexo incluído, encontraram E. coli para além dos organismos encontradas nas escovas utilizadas por 1 mês, mantidas em casas com ou sem banheiro anexo. Isto está de acordo com o estudo realizado pela Suma Sogi et al. A E. coli é conhecido por causar diarréia, infecções do trato urinário, septicemia. Os microrganismos foram encontrados para estar presente em todas as escovas de dentes, exceto as que foram utilizados dois por 1 mês e mantidas nas casas  com e sem banheiros em anexo. Isto pode ser devido a uma falha na recolha depósito rígido ou falha na inoculação em placas de ágar.

No presente estudo, os micro-organismos isolados eram, não só agentes patogênicos orais, mas também agentes patogênicos gerais. A fonte de patógenos gerais poderiam ser o armazenamento inadequado de escovas de dentes que foram mantidas nas casas, com ou sem banheiros anexos, expondo-os para o meio ambiente externo desfavorável. Comensais orais também podem ter contribuído para a contaminação das escovas de dentes. Escovas de dentes contaminadas com micro-organismos que são patogênicos potentes como Pseudomonas, Sta. aureus e Klebseilla vai certamente representar uma séria ameaça para a oral, bem como a saúde geral.

 

Limitações do estudo atual.

Como o crescimento microbiano ocorreu em tufos, a contagem de colônias não foi possível e, por conseguinte, o nível de patogenicidade não era conhecido. Escovação com escovas de dentes contaminadas pode levar ao desenvolvimento de certas doenças, dependendo do tipo de microrganismos presentes nas escovas de dentes. No presente estudo, apenas os voluntários com cavidade oral saudável e ​​livres de doenças sistêmicas foram selecionados. No entanto, a ocorrência da doença nos participantes devido à escovação com escovas de dentes contaminados permaneceu desconhecido. Para além disso, apenas escovas utilizadas durante 1 mês e 3 meses de duração, foram examinados para saber a sua contaminação microbiana.

Estudos adicionais têm que ser conduzidos para avaliar a contaminação microbiana da cabeça da escova usada durante 15 dias, 1,5, 2 e 2,5 meses, para saber a patogenicidade de microrganismos e para avaliar a ocorrência de qualquer infecção nos indivíduos.

Soluções para evitar contaminação oral por sua escova dental.

Existem vários métodos para preservar escovas de dentes, como o uso de soluções anti-microbianas, secagem de ar natural e desinfetante escova de dentes. Algumas das soluções comercialmente disponíveis antimicrobianos são 0,2% de clorexidina, Triclosan a 2%, 1% de hipoclorito de sódio, de peróxido de hidrogénio a 3%, Dettolin,  etc  Soluções caseiras como a  água salgada como um agente anti-microbiano para a preservação de escovas de dentes deve ser testada e, se mostrou eficaz, pode ser recomendado.

Conclusões

Frequência de mudança de escovas dentais com base em desgaste, isoladamente não deve ser considerada. Sempre os depósitos duros (sedimentação) são apreciados na cabeça da escova de dentes, que devem ser vistos como um foco de contaminação microbiana. Idealmente, as escovas dentais não devem ser mantidas em banheiros,  uma vez que é propenso à contaminação. Caso contrário, escovas de dentes devem ser mantidas nas soluções antimicrobianas para prevenir a contaminação microbiana.

 

 

 

 

 

É fato comprovado. Infecção hospitalar  mata, e muito, todos os anos. Boas práticas em higiene pessoal, limpeza de ambientes e utensílios  utilizados para  atendimento  a clientes/pacientes  são medidas preventivas eficientes, porém dentro de um processo  contínuo, em que um grande número de pessoas são envolvidas  e que também envolve equipamentos e acessórios médicos/hospitalares  de áreas distintas,  o risco de contaminação cruzada cresce de uma forma intensa, por que o volume de atendimentos são altos. Dessa forma os aditivos antimicrobianos ou antibacterianos incorporados em resinas plásticas, tecidos e tintas  durante a fabricação, podendo ser um bem descartável ou durável mostram o seu valor de uso. Esses aditivos aliados às boas práticas ampliam a barreira de proteção quanto à contaminação cruzada, reduzindo a contaminação cruzada e consetuente infecção hospitalar , mas nunca abandonando as normas recomendadas de limpeza e procedimentos.

Um bom aditivo antimicrobiano tem as funções bactericida e bacteriostática. Um produto eficiente também deverá eliminar além das bactérias, os bolores, as leveduras e os vírus. Os benefícios dessas tecnologias são amplos, é preciso saber quantificar e monetarizar os resultados para que possam ser comparados com o acréscimo dos custos. A tradicional relação CUSTO X BENEFICIO é que apontará a posição financeira. Por que quanto chegamos a palavra final CUSTOS, aumento de CUSTOS surge o impasse! Certamente todo aditivo agrega um custo na matéria prima por que ele trará um resultado desejado, nesse momento conte com uma alternativa econômica, eficiente e duradoura, consulte a Provida Antimicrobianos, site www.provida.ind.br, nele você encontrará 03 linhas de antimicrobianos para tintas e resinas plásticas, a linha de antimicrobianos orgânicos "Nanoclean 80 e Nanoclean 500", a linha de antimicrobianos inorgânicos "Nanoclean Glass" produzido com silver glass (íons de prata em matriz vítrea) e a terceira linha inédita no mercado o antimicrobiano 100% natural "Nanoclean Active" desenvolvido para transformar embalagens convencionais em embalagens ativas, produzido com ácidos orgânicos (100%). Das 3 linhas de produtos certamente uma resolverá o seu problema de microrganismos com eficiência e economia. Você encontrará também no www.provida.ind.br várias matérias técnicas sobre plásticos, boas práticas, bactérias, fungos, bolores, leveduras e vírus. Além de ter acesso a várias matérias de institutos ligados à saúde e a indústria alimentícia.

Att.

Nanoclean Nanotecnologia GmbH.

 

Soluções antimicrobianas:

Masterbaches Antimicrobianos.

A Provida Antimicrobianos possui produtos que quando aplicados em resinas plásticas, borrachas, silicone e TR eliminam vírus, bactérias, leveduras e bolores. Leia sobre o o masterbatch orgânico Nanoclean 500, masterbatch inorgânico Nanoclean Glass e masterbatch natural Nanoclean Active. Essa é a linha de masterbaches antimicrobianos.

Vidro Líquido Antimicrobiano (sanitizantes e detergentes)

Temos uma segunda linha de produtos antimicrobianos, são os produtos que podem ser aplicados em superfícies novas e usadas.

São produtos práticos, econômicos e eficientes. Saiba mais sobre os Nanocleaners.

Vidro Líquido Definitivo (longo prazo)

Também temos soluções definitivas que evitam a formação de biofilmes e também tem o propósito de economia de água, energia, detergentes e serviço, visite: www.nanoclean.ind.br veja tudo sobre Vidro Líquido ou Liquid Glass, uma tecnologia Alemã.

Temos soluções específicas para mercados:

Soluções para veículos: www.nanoauto.com.br

Soluções para arquitetura: www.nanohome.com.br

Soluções para área náutica: www.nanonautico.com.br


Conheça e assine o nosso canal no Youtube.

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Vídeos do Nanoclean Vidro Líquido ou Liquid Glass.

Abaixo temos água com corante azul colocada na superfície de couro nobuk protegido com Nanoclean Liquid Glass.

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Abaixo temos vídeo com o resultado de Liquid Glass aplicado em Vidraria de Laboratório Nanoclean Vidro Líquido é Alemão.

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Veja o resultado de Nanoclean AÇO INDUSTRIAL .

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Confira o resultado de Nanoclean AÇO INDUSTRIAL em mixer de chocolate.

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Confira o resultado de Nanoclean AÇO INDUSTRIAL nas cozinhas.

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Veja resultado em vidros de barcos

Fique sempre atualizado: www.youtube.com/nanocleanvidroliquido


Tecnologia Alemã. Tecnologia Alemana. Technologie Allemande. Germany Tecnologic. Deustsch Technologie. Made in Germany.

*Soluções tecnológicas  fabricadas na Alemanha para o mercado profissional.
**Technologische Lösungen in Deutschland für den professionellen Markt gefertigt.
***Soluciones tecnológicas fabricados en Alemania para el mercado profesional.
****Technological solutions manufactured in Germany for the professional market.
*****Les solutions technologiques fabriqués en Allemagne pour le marché professionnel.

Contatos

Pomerode/SC
+55 (047) 9983-7850 ou +55 (047) 3380-1857

Todos os Direitos Reservados ® Provida 2019